top of page

GIST - Tumor estromal gastrointestinal

Visão Geral

O tumor estromal gastrointestinal (GIST) é um tipo de câncer que começa

no sistema digestivo. Os GISTs ocorrem mais frequentemente no estômago

e no intestino delgado.  Um GIST representa um crescimento de células

que se acredita se formar a partir de um tipo especial de células de

origem neural.  Essas células especiais estão nas paredes dos órgãos

digestivos. Eles desempenham um papel no processo que move os

alimentos através do corpo.  Pequenos GISTs podem não causar sintomas

e podem crescer tão lentamente que não causam problemas no início.

Os GISTs podem ocorrer em pessoas de qualquer idade, mas são mais comuns em adultos e muito raros em crianças. A causa da maioria dos GISTs não é conhecida. Um pequeno número é causado por genes passados ​​de pais para filhos.

estômato.png

Eu gostaria de saber mais sobre

Obrigado por se inscrever!

Sintomas

À medida que um GIST cresce, pode causar sinais e sintomas que podem incluir:

  • Dor abdominal

  • Aumento de volume abdominal

  • Fadiga

  • Náusea

  • Vômito

  • Dor tipo cólica no abdômen depois de comer

  • Ausência de fome.  

  • Sentir-se cheio se comer apenas uma pequena quantidade de comida

  • Fezes de cor escura causadas por sangramento no sistema digestivo

Quando consultar um médico


Marque uma consulta quando algum sintoma persistente o preocupar.

Diagnóstico

Para diagnosticar um GIST, seu médico pode começar perguntando sobre seus sintomas e sua saúde. Ele também pode verificar se há um aumento de volume em seu abdômen.

Se os sintomas sugerirem que você pode ter um GIST, você pode precisar de outros exames para encontrar o tumor. Esses testes podem incluir:

Exames de imagem. Os exames de imagem ajudam seu médico a encontrar o tumor e verificar o seu tamanho. Os exames podem incluir ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética e PET CT scan. Nem todo mundo precisa de todos os testes.
Endoscopia digestiva alta. Este teste usa um tubo longo e fino (endoscópio) com uma luz na ponta. O tubo passa pela boca e desce pela garganta. Este teste examina o interior do esôfago, estômago e a primeira parte do intestino delgado.
Ultrassonografia endoscópica (UE). Este exame também usa um endoscópio, mas com uma sonda de ultrassom na ponta.  A sonda de ultrassom usa ondas sonoras para fazer imagens do tumor e mostrar seu tamanho.
Biópsia aspirativa por agulha fina. Este exame coleta uma pequena amostra de tecido do tumor para que possa ser analisado em laboratório. Este exame é como UE, mas com uma agulha fina e oca na ponta do endoscópio. O UE encontra o tumor. A agulha coleta pequenas quantidades de tecido para os exames de laboratório.

Às vezes, a agulha não consegue células suficientes ou os resultados não são claros. Você pode precisar de cirurgia para coletar a amostra.   A amostra de biópsia do seu tumor vai para um laboratório para exame cito ou histopatológico. No laboratório, especialistas examinam as células para ver se são células cancerígenas. Outros exames fornecem ao seu médico detalhes sobre suas células cancerígenas que são usadas para planejar seu tratamento.

Tratamento

O tratamento do GIST geralmente envolve cirurgia e terapia alvo. Os tratamentos dependem da sua situação clínica.

Alguns GISTs não precisam de tratamento imediato. Os GISTs muito pequenos que não causam sintomas podem não precisar de tratamento. Em vez disso, você pode fazer exames para ver se o câncer cresce. Se o seu GIST crescer, você pode iniciar o tratamento.

Cirurgia
O objetivo da cirurgia é remover todo o GIST. Muitas vezes, é o primeiro tratamento para GISTs que não se espalharam para outras partes do corpo.  
A cirurgia pode não ser usada se o tumor crescer muito ou se crescer em estruturas próximas. Se isso acontecer, seu primeiro tratamento pode ser uma terapia medicamentosa direcionada para diminuir o tumor e reservar a cirurgia para um momento posterior.

O tipo de operação que você tem depende do seu câncer. Muitas vezes, os cirurgiões podem acessar o GIST usando cirurgia minimamente invasiva. Isso significa que as ferramentas cirúrgicas passam por pequenos cortes no abdômen e não por um grande corte.  

Terapia medicamentosa direcionada


Os tratamentos com medicamentos direcionados concentram-se em produtos químicos específicos presentes nas células cancerígenas. Ao bloquear esses produtos químicos, os tratamentos com medicamentos direcionados podem causar a morte das células cancerígenas. Para os GISTs, o alvo desses medicamentos é uma enzima chamada tirosina quinase que ajuda as células cancerígenas a crescer.  A terapia medicamentosa direcionada para GISTs geralmente começa com imatinibe (Gleevec). Os tratamentos com medicamentos direcionados podem ser administrados:

1. Após a cirurgia para diminuir o risco de o câncer voltar
2. Antes da cirurgia para diminuir o tumor e torná-lo mais fácil de remover
3. Como primeiro tratamento se o câncer se espalhou para outras partes do corpo
4. Se o GIST voltar
Outros medicamentos direcionados podem ser usados ​​se o imatinibe não funcionar. A terapia medicamentosa direcionada é uma área ativa da pesquisa do câncer, e é provável que novos medicamentos se tornem opções no futuro.

Luiz Fernando Nunes

LEBLON | RIO DE JANEIRO

RUA CARLOS GÓIS 375 - SALA 601

(21) 2512-9667 

  • YouTube
  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
bottom of page