Biópsia do Linfonodo Sentinela

O que é biópsia de linfonodo sentinela?

 

     A biópsia do linfonodo sentinela é um procedimento cirúrgico realizado com o objetivo de identificar o primeiro linfonodo da cadeia de drenagem de uma determinada área do organismo.  É a principal ferramenta de estadiamento da cadeia linfonodal do paciente com melanoma.  

 

Qual a função do linfonodo sentinela?

      A principal função da biópsia do linfonodo sentinela é identificar precocemente se o melanoma se disseminou para os linfonodos regionais.  Essa informação permite selecionar com precisão os pacientes que se beneficiarão do controle regional da doença com a linfadenectomia e/ou selecionar pacientes para a terapia adjuvante complementar com imunoterapia.  

 

Como é feito o exame de linfonodo sentinela?

 

    A biópsia do linfonodo sentinela é realizada no centro cirúrgico de um hospital. O primeiro passo é a realização da linfocintilografia.  Esse exame (linfocintilografia) é realizado em alguma clínica de medicina nuclear.  Ele identifica o local de drenagem da localização do melanoma primário.  Após esse exame incial, já no centro cirúrgico, o cirurgião injeta um corante conhecido como azul patente.  Ele irá corar o linfonodo e facilitar a sua identificação.  O passo seguinte é a localização e a remoção do linfonodo sentinela que é avaliado pelo médico patologista quanto a presença ou não de metástase.  

 

Quando um linfonodo é câncer?

 

    Toda pessoa tem linfonodo.  Quando inflamado eles aumentam de volume e causam dor.  Popularmente é conhecido como íngua.  Os linfonodos são locais do organismo que podem desenvolver algum tipo de câncer que pode ser primário, ou seja, surge no linfonodo ou metastático.  Nesse caso, o tumor surge em algum órgão, como exemplo, a pele e depois migra para o linfonodo (metástase).  Um exemplo desse fenônomeno metaståtico podemos encontrar nos pacientes com melanoma.  No caso de aumento linfonodal (linfonodomegalia), popularmente conhecido como íngua, a pessoa deve procurar o seu médico para avaliação mais detalhada.

 

Como esvaziar os linfonodos?

    O esvaziamento linfonodal, também conhecido como linfadenectomia, é um procedimento cirúrgico indicado para pacientes que apresentam metástase no linfonodo. Nessa cirurgia, todos os linfonodos da região onde se encontra a metástase são removidos.  Esse tratamento promove um excelente controle regional, embora como efeito colateral, a pessoa pode evoluir com edema do membro operado (linfedema).

 

Qual é a função do linfonodo?

 

     Os linfonodos (gânglios linfáticos) são pequenas estruturas que funcionam como filtros para substâncias nocivas. Eles contêm células do sistema imunológico que ajudam a combater infecções atacando e destruindo germes que são transportados pelo líquido linfático, além de atuarem no combate da célula do câncer.

 

 

Todo paciente com melanoma deve biopsiar o linfonodo sentinela?

 

     Não.  A biópsia do linfonodo sentinela deve ser indicada para os pacientes com maiores riscos de metástase linfonodal.  Os principais fatores determinantes são a espessura da lesão medida em mm (espessura de Breslow) e a presença de ulceração.

Utilizamos na nossa prática os critérios a seguir: espessura de Breslow maior ou igual a 0,8mm ou nas lesões com espessura menor que 0,8 mm que tenham ulceração no laudo histopatológico da lesão primária.  Clinicamente estes pacientes devem ter suas cadeias regionais sem evidências de doença clínica.  Essa é a nossa regra, no entanto, cada caso deve ser conduzido individualmente, em função de diversos outros fatores envolvidos no caso.

 

Como é um linfonodo?

 

     Os linfonodos ou também gânglios linfáticos são pequenos órgãos perfurados por canais que existem em diversos pontos da rede linfática, uma rede de ductos que faz parte do sistema linfático. Atuam na defesa do organismo humano e produzem anticorpos.

E a sua pergunta?

Envie aqui

Luiz Fernando Nunes

LEBLON | RIO DE JANEIRO

RUA CARLOS GÓIS 375 - SALA 601

(21) 2512-9667  (21) 98845-6762

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram