top of page

Como é o tratamento do melanoma cutâneo?

Saiba tudo sobre o tratamento do melanoma cutâneo maligno, desde os sintomas até as opções de tratamento disponíveis. Conheça as melhores práticas para prevenir e tratar essa doença. Leia agora!



O melanoma cutâneo é um tipo de câncer da pele. É importante saber reconhecer os sinais e sintomas desta doença para que se possa prevenir ou tratar o problema a tempo. Os principais sinais a serem observados são manchas escuras, vermelhas ou brancas na pele, além de feridas que demoram muito tempo para sarar e mudanças na forma de pintas que já existiam no local. É importante consultar um médico quando estes sintomas aparecerem pois ele poderá avaliar melhor a situação da saúde da pele e indicar as opções de tratamento adequadas para cada caso. Algumas medidas preventivas também podem ser tomadas para evitar o melanoma cutâneo: usar protetores solares sempre, limitar a exposição solar direta entre 10h às 16h e fazer exames regulares com um dermatologista recomendado pelo médico.


FORMAS DE TRATAMENTO DO MELANOMA CUTÂNEO O melanoma cutâneo é um tipo de câncer que se desenvolve nas células produtoras de pigmento da pele. Se não for tratado precocemente, pode se espalhar para outras partes do corpo e ser fatal. Felizmente, existem várias formas eficazes de tratar o melanoma cutâneo. Tratamentos cirúrgicos - Excisão: remoção cirúrgica da lesão cancerígena e uma margem saudável ao redor dela. - Linfonodo sentinela: procedimento em que o médico remove o linfonodo mais próximo do tumor para verificar se as células cancerígenas se espalharam. - Dissecção dos linfonodos: remoção cirúrgica dos linfonodos próximos ao local original do tumor. Tratamentos sistêmicos - Imunoterapia: medicamentos que ajudam a fortalecer o sistema imunológico para combater as células cancerosas. - Terapia alvo: medicamentos que visam proteínas específicas nas células cancerosas para impedir seu crescimento e disseminação. Terapias combinadas - Terapia adjuvante: tratamento complementar após a cirurgia para reduzir o risco de recorrência. - Radioterapia: uso de radiação ionizante de alta energia para matar as células cancerosas ou retardar sua disseminação. Cuidados paliativos Esses cuidados são fornecidos quando os pacientes já estão enfrentando sintomas graves ou avançados da doença: - Controle da dor - Gerenciamento emocional - Suporte nutricional e fisioterapêutico É importante lembrar que o melhor tratamento para o melanoma cutâneo pode variar de acordo com as características individuais da doença e do paciente. Por isso, é fundamental buscar orientação médica especializada para escolher a opção mais adequada em cada caso.


O melanoma cutâneo é uma doença séria, mas pode ser evitada. É importante que as pessoas fiquem atentas aos sinais e sintomas da doença para que possam buscar tratamento precocemente. As opções de tratamento variam de acordo com o estágio em que o melanoma se encontra. Portanto, faça exames regulares e não hesite em procurar um médico especialista caso você notar algum dos sinais e sintomas listados nesta postagem. Comece agora mesmo a adotar medidas simples para prevenir o câncer de pele!


47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Luiz Fernando Nunes

LEBLON | RIO DE JANEIRO

RUA CARLOS GÓIS 375 - SALA 601

(21) 2512-9667 

  • YouTube
  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
bottom of page