top of page

Os diferentes tipos de melanoma e como identificá-los

O melanoma cutâneo é um tipo de câncer de pele que pode ser fatal se não for detectado e tratado precocemente. Existem diferentes tipos de melanoma, cada um com características distintas e formas de aparecimento específicas. Neste blog post, vamos explorar os diferentes tipos de melanoma e como identificá-los, para que você possa estar informado e ciente dos sinais de alerta. Um dos tipos mais comuns de melanoma é o melanoma de disseminação superficial, que geralmente se apresenta como uma mancha escura e irregular na pele. Outro tipo é o melanoma nodular, que é mais agressivo e pode aparecer como um nódulo elevado na pele. Já o lentigo maligno melanoma se desenvolve em áreas expostas ao sol por longos períodos e é caracterizado por manchas irregulares, enquanto o melanoma acral lentiginoso afeta as áreas das palmas das mãos, solas dos pés e unhas. Continue lendo para aprender mais sobre esses diferentes tipos de melanoma e como identificá-los.


Melanoma de disseminação superficial: como identificar uma mancha escura e irregular na pele


O melanoma de disseminação superficial é uma forma de câncer de pele que começa nas células produtoras de pigmento da pele (a melanina). É o tipo mais comum de melanoma, por isso é importante saber como identificá-lo precocemente para aumentar as chances de tratamento eficaz. A principal característica do melanoma de disseminação superficial é a presença de uma mancha escura e irregular na pele. Essa mancha pode ter bordas mal definidas e diferentes tonalidades de marrom, preto ou até mesmo vermelho, azul ou branco. Ela pode crescer lentamente ao longo do tempo e pode ser acompanhada por coceira, descamação ou sangramento. Ao notar qualquer alteração na aparência da sua pele, como uma mancha escura e irregular, é importante procurar um dermatologista para avaliação. O diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento bem-sucedido do melanoma de disseminação superficial. Por isso, fique atento aos sinais e não hesite em buscar ajuda médica.


Melanoma acral lentiginoso: descubra os sinais desse tipo raro de melanoma que afeta as palmas das mãos, solas dos pés e unhas


O melanoma acral lentiginoso é um tipo raro de melanoma que afeta as palmas das mãos, solas dos pés e unhas. O termo "lentiginoso" se refere à aparência manchada ou pigmentada que o melanoma pode assumir nessas áreas. Como esse tipo de melanoma é raro e pode ser confundido com outras condições, é importante estar ciente dos sinais e sintomas. Os sinais do melanoma acral lentiginoso incluem manchas escuras ou pigmentadas nas palmas das mãos, solas dos pés ou unhas que não desaparecem com o tempo. As manchas podem ser assimétricas, com bordas irregulares e cores variadas. Outros sintomas podem incluir coceira ou dor nessas áreas. É importante lembrar que nem toda mancha nas palmas das mãos, solas dos pés ou unhas é um sinal de melanoma acral lentiginoso. No entanto, se você notar qualquer mudança em sua pele ou unhas, especialmente se as manchas persistirem por mais de algumas semanas, é essencial procurar um médico para avaliação e tratamento adequados.


Lentigo maligno melanoma: o que são essas manchas irregulares nas áreas expostas ao sol por longos períodos?


Você já notou manchas escuras e irregulares em áreas expostas ao sol por longos períodos? Essas manchas podem ser um sinal de lentigo maligno melanoma, uma forma de apresentação do melanoma. O lentigo maligno melanoma é mais comum em pessoas com mais de 50 anos e geralmente ocorre em áreas expostas ao sol, principalmente na face. Essas manchas podem ser confundidas com outras condições de pele, mas é importante ficar atento a qualquer alteração na aparência ou tamanho das manchas. Os sintomas incluem crescimento lento, mudanças na cor e bordas irregulares. Se você notar algum desses sinais, é importante procurar um dermatologista para avaliação e possível biópsia. A prevenção do lentigo maligno melanoma é essencial e inclui a aplicação regular de protetor solar com fator de proteção adequado, uso de roupas que cubram áreas expostas ao sol e evitar a exposição prolongada ao sol durante as horas mais quentes do dia. Lembre-se sempre de cuidar da sua pele, afinal ela é o maior órgão do corpo humano e merece toda a nossa atenção e cuidado!


Melanoma nodular: saiba reconhecer um nódulo elevado na pele que pode ser mais agressivo


O melanoma nodular é um tipo de câncer de pele que se desenvolve em um nódulo elevado na pele. Este tipo de melanoma pode ser mais agressivo do que outros tipos e é importante saber como reconhecê-lo. Geralmente, o nódulo é escuro e firme ao toque. Pode ter uma aparência lustrosa ou cerosa e pode sangrar ou formar crostas. Alguns fatores de risco para o desenvolvimento de melanoma nodular incluem exposição excessiva ao sol, histórico familiar de melanoma, pele clara e idade avançada. É importante fazer exames regulares da pele e procurar um dermatologista se você notar qualquer mudança na aparência ou textura da pele. A detecção precoce do melanoma nodular é crucial para o tratamento bem-sucedido. Se diagnosticado precocemente, a cirurgia pode ser o único tratamento necessário . Portanto, fique atento aos sinais e sintomas do melanoma nodular e não hesite em procurar ajuda médica se tiver alguma preocupação.


Conclusão


Em resumo, é importante estar atento aos diferentes tipos de melanoma e saber como identificá-los. O melanoma de disseminação superficial pode parecer uma simples mancha escura e irregular na pele, mas pode ser um sinal sério de câncer de pele. Já o melanoma nodular é mais agressivo e pode aparecer como um nódulo elevado na pele. O lentigo maligno melanoma se desenvolve em áreas expostas ao sol por longos períodos e é caracterizado por manchas irregulares, enquanto o raro melanoma acral lentiginoso afeta as áreas das palmas das mãos, solas dos pés e unhas. Se você notar qualquer alteração em sua pele que se enquadre nessas descrições, não hesite em procurar atenção médica especializada para avaliação. Lembre-se sempre de usar protetor solar diariamente e evitar a exposição prolongada ao sol sem proteção adequada. Não deixe a falta de informação ou negligência colocarem sua saúde em risco. Cuide da sua pele com carinho e esteja sempre alerta aos sinais do seu corpo. Se mantenha informado sobre os diferentes tipos de melanoma para poder reconhecer sinais precoces da doença. Compartilhe esta informação com seus amigos e familiares para ajudar a conscientizar sobre a importância da prevenção contra o câncer de pele. Vamos juntos cuidar da nossa saúde!

38 visualizações0 comentário

Luiz Fernando Nunes

LEBLON | RIO DE JANEIRO

RUA CARLOS GÓIS 375 - SALA 601

(21) 2512-9667 

  • YouTube
  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
bottom of page